sábado, 9 de janeiro de 2010

Projeto Oficina Nômade Ribeirão Preto

“Projeto Oficina Nômade” e “Café com Açúcar” valorizam o trabalho dos artesãos em Ribeirão Preto

A Secretaria Estadual da Cultura, Secretaria da Cultura de Ribeirão Preto e Origem Produções lançam nesta quarta-feira, dia 25, às 10h, no Palace Hotel, o Projeto Oficina Nômade. Aprefeita Dárcy Vera acompanha o lançamento e, na mesma ocasião, apresenta o Programa “Café com Açúcar”, uma iniciativa do Governo Municipal que visa à valorização da influência da cultura agrícola do café e da cana-de-açúcar, percebida nos aspectos socioeconômico e cultural.

O Projeto Oficina Nômade é a primeira etapa do Programa “Café com Açúcar” e prevê a realização de oficinas de artesanato acompanhadas por designers com o objetivo de desenvolver um trabalho sustentável. O tema será a base para o processo de pesquisa e qualificação dos 45 artesãos que participarão do Projeto Nômade.

Para a secretária da Cultura, Adriana Silva, o complexo de ações que serão desenvolvidas durante o programa, com atividades sobre o Museu do Café, na qualificação dos artesãos e com o projeto do Museu Ferroviário, valorizarão o artesanato de forma geral.

Segundo Adriana, Ribeirão Preto conta com um número expressivo de artesãos. São 500 profissionais que trabalham em oficinas caseiras, em datas festivas por toda a cidade. “Pretendemos trabalhar grupos de artesãos que, através desse projeto, criem produtos que revelem nossa identidade cultural. Os trabalhos serão expostos no final do projeto” ressalta.

Por intermédio desse projeto, a Secretaria Municipal da Cultura visa oferecer aos produtores de artesanato da cidade, conhecimentos técnicos necessários para confecção, acompanhada com designer, e comercialização de seus produtos de forma sustentável, utilizando nossas referências culturais históricas.

O programa é uma oportunidade de profissionalização de artesões com a intervenção de um designer. O “Oficina Nômade” tem a proposta de resgatar e valorizar matérias e técnicas tradicionais com a visão do mercado contemporâneo, possibilitando geração de renda e desenvolvimento econômico, social e cultural da região. A idéia é que eles transmitam suas experiências com técnicas de produção e levem uma nova visão aos artistas.

Segundo a secretária da Cultura de Ribeirão Preto, Adriana Silva, desde março estavam sendo realizados trabalhos para a concepção do “Programa Café com Açúcar”. Ela informou que o “Oficina Nômade” faz parte da 1ª etapa do programa que contará com outras iniciativas como a revitalização do Museu do Café e a Criação do Museu Ferroviário. “Além de uma linha de pesquisa em que uma parceria com o setor acadêmico formou um grupo interdisciplinar para pensar a Identidade Cultural de Ribeirão” ressaltando que a economia cultural, representa 7% do PIB do país e Ribeirão Preto terá um retorno muito positivo participando da economia cultural.

Nenhum comentário: